comportamento alimentar

woman, girl, lovely

Acomete grande parcela da população, principalmente mulheres. 

Público que geralmente vem de um histórico de dietas, mas até agora, nenhuma apresentou resultados sólidos.

O efeito sanfona tem poder de alterar nosso corpo e organismo. A constante busca por alimentação restritiva pode alterar nosso relacionamento com a comida. Fazendo dele algo difícil, sofrido e doloroso. 

A acompanhamento nutricional nesse caso, vem com uma linda proposta de autoconhecimento e resgate de tudo que a comida pode significar positivamente para nós. 

Nos encontros exploramos diversos temas que estão relacionados com o “comer” emocional e físico. Resgate dos nossos sinais de fome e saciedade, e reaprendemos a escutar o nosso corpo de forma consciente e intuitiva. 

“A educação tem o propósito de forjar um sujeito capaz de ter a história própria. O saber pensar, reconstruir, elaborar, questionar, está no centro da aprendizagem”

Dessa forma, a Nutrição se torna mais leve, sem excesso de regras. O paciente é participativo e ativo em todas as etapas, visando dessa forma atingir o máximo do centro de aprendizagem.

adolescentes

A faixa etária entre 12 e 16 anos é de um grande desafio para os adolescentes e pais. 

O trabalho de Educação Nutricional para esse público, envolve os dois como participativo no processo (o adolescente e o(a) responsável). 

Trabalho com adolescentes há 2 anos, e venho me encantando cada vez mais. Com isso, comecei a estudar e especializar mais profundamente, visando entender não só as necessidades nutricionais, como tudo que acomete o comportamento alimentar da família e da casa.

E é incrível como os pais, através de orientações específicas podem ajudar a mudar o panorama alimentar presente.

girl, fashion, woman

dúvidas frequentes

Todo trabalho envolve o processo de Educação Nutricional. O que é isso?

O propósito do acompanhamento é termos o tempo necessário para gerar aprendizados, para que então a pessoa seja capaz de seguir sozinha -> AUTONOMIA. 

Temos um início, meio e fim. Afinal, o que aprendemos é para a vida toda. Certo? ❤️

Qualquer pessoa pode fazer o tratamento para comportamento alimentar?

Não. Apenas pessoas que apresentem uma relação conturbada com a comida. Por exemplo, vivem em restrições alimentares, compulsão alimentar, insatisfação com o corpo e efeito sanfona.

O que é mais procurado?

Seletividade alimentar (alimentação monótona, de baixa variedade acompanhada de uma enorme dificuldade em provar novos alimentos) e tratamentos para combater o sobrepeso.

× Fale comigo pelo Whatsapp!